quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

JOÃO CAFÉ FILHO, PRIMEIRO POTIGUAR A EXERCER A PRESIDÊNCIA DO SENADO FEDERAL, NÃO COMO SENADOR E SIM, NA CONDIÇÃO DE VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA


Nascido no Rio Grande do Norte, no dia 3 de fevereiro de 1899 e faleceu no Rio de Janeiro de 1970. Trabalhou como jornalista e advogado durante a juventude, tendo participado da Aliança Liberal na campanha de 1930. Em 1933 fundou o Partido Social Nacionalista (PSN) do Rio Grande do Norte, e alguns anos mais tarde, o Partido Social Progressista de Ademar Pereira de Barros. Foi o primeiro potiguar a exercer o cargo de Presidente do Senado Federal, não como senador eleito, e sim, na condição de Vice-Presidente da República, tendo em vista que na época, o vice automaticamente assumia a chefia do PODER LEGISLATIVO (VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA, O SENADO FEDERAL; O VICE-GOVERNADOR, A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA; E O VICE-PREFEITO, A CÂMARA MUNICIPAL). Ele presidiu o Senado Federal no período de 31 de janeiro de 1951 a 24 de agosto de 1954. Recebeu de NEREU RAMOS(SC) e entregou a ALEXANDRE MIRANDA MACHADO FILHO (SP).
Sua candidatura à vice-presidência da república fazia parte do acordo feito por Adhemar para apoiar Getúlio Vargas à presidência da república nas eleições de 1950.
Em 1934 e 1945 foi eleito deputado federal, e em 1950 foi indicado para vice-presidência na chapa de Getúlio Vargas. Com o suicídio de Vargas, em 1954, assumiu a Presidência, exercendo o cargo até novembro de 1955.
Em novembro de 1955, foi afastado da presidência por motivos de saúde, assumindo em seu lugar o presidente da Câmara, Carlos Luz, este deposto por tentar impedir a posse do presidente eleito Juscelino Kubitschek.
Após a presidência, Café Filho foi ministro do Tribunal de Contas da Guanabara durante toda a década de 1960.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
AMO A MINHA TERRA POTIGUAR E ESPECIALMENTE A CIDADE DE MOSSORÓ